Debate: O Futuro da Democracia e a experiência portuguesa

Cartaz foto

 

O livro “O 25 de Abril no Futuro da Democracia”, de Álvaro Vasconcelos, publicado pela Editora estratégias criativas, alerta para a necessidade de olhar a revolução portuguesa perante a emergência do Nacionalismo, do populismo e do racismo. O impulso democrático dos anos 70 parece ter-se esgotado, como atestam as vitórias de Trump e de Bolsonaro e os avanços da extrema-direita na Europa. Irá a crise das democracias aprofundar-se? Irá a União Europeia sobreviver à crise das suas democracias? Irá Portugal escapar à vaga populista? Que prioridades para reverter o refluxo democrático? São estas algumas das questões que estarão em discussão neste debate e para o qual a opinião de todos é essencial.

O mercado de trabalho do futuro. Entre o sonho e o pesadelo

Ricardo Amorim Pereira

 

white laptop computer on white desk
Photo by rawpixel.com on Pexels.com

 

Esta semana a consultora Forrester, uma referência no que concerne à análise das tendências globais para o mercado de trabalho, publicou o seu mais recente relatório intitulado o “O Futuro do Emprego” (The Future of Work). A nota dominante deste relatório prende-se com o reconhecimento – penso que é a primeira vez que um grupo de especialistas na matéria o faz de uma forma tão explícita – de que a economia do futuro, progressivamente mais digitalizada e automatizada, não vai ser capaz de compensar a perda de postos de trabalho resultante dessa transformação tecnológica. Com efeito, este continua a ser um debate muito aceso.

Continuar a ler “O mercado de trabalho do futuro. Entre o sonho e o pesadelo”