Resumo da Sessão A UTOPIA DEMOCRÁTICA – A CIDADANIA EUROPEIA: DO ERASMUS AO FUTURO

Por Jéssica Moreira* e Pedro Lourenço**

1

O mote para o debate estava dado e ganhava particular relevância com a aproximação das eleições europeias de Maio: discutir os desafios de uma Europa democrática supranacional e da cidadania europeia, à luz da crise da última década. De um lado, “os que defendem a utopia de uma Europa democrática, com uma constituição federal, partidos e ciclos eleitorais europeus”; do outro, “os que consideram que a União Europeia é uma construção sui-generis onde a dimensão intergovernamental é essencial para garantir o equilíbrio entre os Estados e preservar as identidades nacionais”.

Num debate moderado por Carlos Jalali – Professor de Ciência Política da Universidade de Aveiro – foi Ana Paula Zacarias quem começou por abordar a ideia de “consenso permissivo e dissenso dos cidadãos” e a necessidade de repensar a União Europeia face às novas exigências que lhe são colocadas. A atual Secretária de Estado dos Assuntos Europeus justificou também assim a iniciativa Encontros com os Cidadãos promovida pelo Governo português.

Convidada a comentar a nova vaga de descrença europeísta, a governante comparou a atual crise a uma fase de “constipação”, defendendo ser necessário prevenir que passe à fase de “pneumonia”, o que deve passar sobretudo por ouvir os cidadãos. Continuar a ler “Resumo da Sessão A UTOPIA DEMOCRÁTICA – A CIDADANIA EUROPEIA: DO ERASMUS AO FUTURO”