Seminário internacional: Uma Nova Utopia Europeia

banner

Terá lugar no dia 9 de maio de 2019, na Fundação de Serralves, o seminário internacional UMA NOVA UTOPIA EUROPEIA.

Este seminário internacional tem como objetivo discutir os principais temas tratados no Ciclo de Conferências Utopias Europeias: o poder da imaginação e os imperativos do futuro, no qual especialistas portugueses e internacionais debateram as utopias que atravessam a cidadania europeia – da democracia supranacional, da igualdade, da ecologia, da hospitalidade, do rendimento básico incondicional, da sociedade de informação, da segurança humana e do potencial transformador da tecnologia.

Num momento de crise europeia e de incerteza sobre o seu futuro, procuraremos compreender se a partir da diversidade das utopias debatidas é possível desenhar uma nova utopia para a União Europeia. Tratar-se-á de debater os horizontes utópicos do futuro europeu, procurando simultaneamente entender o papel que a Europa poderá desempenhar no porvir da nossa Humanidade Comum.

Programa

9:30 Abertura

9:45 Horizontes Utópicos – A Europa no século XXI

Fátima Vieira: Vice-Reitora da Universidade do Porto (cultura, Museus e U. Porto Edições). Professora Associada com Agregação da Faculdade de Letras do Porto.

Nicollò Milanese: Fundador da ‘European Alternatives’ e co-autor do livro “Citizens of Nowhere: How to Save Europe from Itself”.

Ana Gomes: Deputada ao Parlamento Europeu. Embaixadora de Portugal em Jacarta, de 1999 a 2003.

Relatora – Catarina Neves: Presidente e Membro Fundador da BETA Portugal – Bringing Europeans Together Association.

11:15 – A Utopia ecológica e social: O New Deal Verde

Duas crises abalaram o mundo na última década: a crise económica-financeira que, tendo tido origem nos EUA, alastrou para a Europa na forma da crise das dívidas soberanas e gerou uma enorme crise social; e a crise ambiental, que coloca o mundo perante um problema verdadeiramente existencial. Ambas as crises levaram a movimentos de protesto, sobretudo por parte das gerações mais novas, e forçam os decisores políticos a considerar decisões no sentido de um desenvolvimento mais justo e mais sustentável. Neste contexto, em ambos os lados do Atlântico surgem propostas de um “new deal” verde e progressista que é importante discutir. Como aproveitar o potencial tecnológico da Quarta Revolução Industrial para repensar o trabalho e proteger o ambiente? Que soluções podem ser encontradas para encontrar uma redistribuição mais justa?

Gonçalo Marcelo: Investigador no Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra. Professor Convidado na Católica Porto Business School.

Carlos Teixeira: Investigador no Instituto Superior Técnico (IST) da Universidade de Lisboa (UL) e membro do conselho científico do MARETEC – Centro de Ciência e Tecnologia do Ambiente e do Mar

Mara Madaleno: Professora Auxiliar no Departamento de Economia da Universidade de Aveiro. Vice-Diretora do Mestrado em Sistemas Energéticos Sustentáveis.

Projeto utopia: O Mundo sem plásticos – Estudantes da Escola Secundária de Valongo

ModeradoraSofia Oliveira: Professora Auxiliar na Escola de Direito da Universidade do Minho. Coautora do livro: “Lei do Asilo: anotada e comentada” (Petrony Editora, 2019).

Relatora – Jéssica Moreira: Investigadora em Estudos Anglo-Americanos no CETAPS – Centre for English, Translation and Anglo-Portuguese Studies (FLUP).

14:30A Utopia da Igualdade e da hospitalidade: o poder democrático dos movimentos de mulheres

A contra revolução conservadora e iliberal põe em causa as conquistas da igualdade e da hospitalidade dos anos 60, designadamente do Maio de 68, e configura uma ameaça séria à democracia. Mais, perspectiva o cenário distópico de uma sociedade patriarcal, autoritária, dominada pelo medo do outro. O cenário alternativo utópico também emerge, na  força da sociedade civil nas democracias, sendo as impressionantes marchas das mulheres pela igualdade e contra o retrocesso democrático exemplos vibrantes. Será que os movimentos feministas têm hoje um forte poder democrático? Como fazer convergir as reivindicações pela igualdade de género com os movimentos pela hospitalidade?

Ana Rodrigues: Consultora jurídica na CNIS – Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade. Foi consultora jurídica para o Provedor de Direito Humanos e Justiça de Timor-Leste, especialista internacional no PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Ana Luísa Amaral: Poeta, premiada em Portugal e no estrangeiro, tradutora, professora na Faculdade de Letras do Porto. Membro da Direção do ILCML, coordena a linha Intersexualidades. Os seus livros estão traduzidos em vários países.

Marta Dacosta: Poeta galega. Publica o seu primeiro livro em 1993. A sua obra figura em várias antologias galegas e estrangeiras. Alguns dos seus poemas foram musicados e formam parte de textos teatrais.

Projeto Utópico: proposta de uma iniciativa cidadã europeia (Alternativas Europeias)

Moderadora Teresa de Sousa: Jornalista do Público, especialistas em assuntos europeus e internacionais.

Relatora – Inês Granja: Doutoranda na Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa.

16:30A Utopia da Cidadania e da Sociedade da informação: Jornalismo cidadão

A tecnologia digital e a Internet têm um enorme impacto na participação cívica, no acesso à informação e na comunicação que sustenta a cidadania. Impôs-se, por esta via, o cenário distópico da manipulação dos dados privados dos cidadãos pelas empresas tecnológicas conhecidas como GAFA [Google, Apple, Facebook e Amazon], das fake news e do populismo. A alternativa utópica aparece no empoderamento dos cidadãos num mundo inter-conectado sim, porém capaz de reverter o refluxo democrático, sustentado pelo“jornalismo cidadão” assente num código deontológico para as redes sociais. Como pode a sociedade da informação favorecer uma democracia mais participativa? Como responsabilizar as GAFAs por aquilo que publicam? Como se pode promover um código deontológico para a Internet?

Carlos Jalali: Professor na Universidade de Aveiro, onde dirige o mestrado em Ciência Política e o programa doutoral UA-UBI em Ciência Política.

Rui Tavares: Historiador; Deputado ao Parlamento Europeu entre 2009 e 2014.

Salam Kawakibi: Director do Arab Center for Research and Policy Studies (Paris). Investigador associado do ARI.

Projeto Utópico: Um código deontológico para as redes sociais- ULP

Moderador – Luiz Humberto Marcos: Diretor do Museu Nacional da Imprensa. Jornalista e Professor universitário (ISMAI).

Relator – Pedro Lourenço: Doutorando em Ciência Política na Universidade de Aveiro.

18:30 – 20:30Uma nova Utopia Europeia para reverter o refluxo democrático 

Álvaro Vasconcelos: Antigo Diretor do Instituto de Estudos de Segurança da União Europeia; Fundador do Fórum Demos.

Guilherme D’Oliveira Martins: Administrador Executivo da Fundação Calouste Gulbenkian. Foi Ministro da Presidência (2000-2002), das Finanças (2001-2002) e da Educação (1999-2000).

Renato Janine Ribeiro: Professor de Ética e Filosofia Política na Universidade de São Paulo (USP) e na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Foi ministro da Educação do Brasil (2015). Autor do livro: “A Boa Política: Ensaios sobre a democracia na era da Internet”.

António Tavares – Moderador: Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto.  Professor Universitário de Ciência Política.

Relatora – Marina Azevedo Leitão: Doutoranda em Estudos Contemporâneos na Universidade de Coimbra (IIIUC – CEIS20).

Mais informação sobre a sessão: AQUI.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: