A UTOPIA ECOLÓGICA: um debate que diz respeito a todos

48395647_10156986181683656_1777605196227018752_n

Realizou-se, no passado dia 17 de dezembro, pelas 21:30, no Auditório de Serralves, o quinto debate do ciclo de conferências “Utopias Europeias: o poder da imaginação e os imperativos do futuro” dedicado ao tema A UTOPIA ECOLÓGICA – PATRIOTISMO TERRESTRE: PRESERVAR A VIDA NA TERRA.

Sendo o meio ambiente um bem coletivo e a sustentabilidade ecológica um tema que diz respeito a todos nós, durante este debate auscultaram-se as preocupações e opiniões do público sobre a temática.

Pelos participantes, foram colocadas as seguintes questões:

(1). O que deveremos fazer relativamente às ilhas de plástico?

(2). Para preservar a vida na Terra, que solução considera ser mais importante: decrescimento ou um novo ciclo industrial de economia verde?

(3). A prospeção e exploração de hidrocarbonetos em Portugal é compatível com o objetivo da descarbonização da economia?

(4). Quantas mais conferências do clima são necessárias para uma transformação efectiva?

(5). Qual o papel da desobediência civil/ação direta como táctica da sociedade civil para forçar governos (utópicos?) a agir à escala da crise ambiental?

(6). A destruição dos ecossistemas e um problema hiper-complexo que requer abordagens interdisciplinares. Quais são as prioridades e quais os instrumentos de mudança?

(7). Apesar de já existir muita divulgação, porque a população faz ainda muito pouco para reduzir o impacto das suas atividades no ambiente?

(8). Qual o papel que poderá ter a crescente onda de adesão da sociedade à economia circular na utopia (ou distopia) ecológica?

(9). Debatemos a falta de cuidado da biodiversidade dos BRICS, Austrália e do EUA, mas o que temos feito como exemplo? Quem veio ao evento com transporte à combustão?

(10). Ao painel e ao público… Considera suficiente que, no seu comportamento individual diário, a sua consciência ecológica é satisfatória?

(11). A quem devemos atribuir a responsabilidade pelo aquecimento global? A) Países desenvolvidos B) empresas petrolíferas c) sociedade civil d) todos acima.

(12). O que devemos fazer para que deixe de haver incompatibilidade entre ambiente, política e economia?

(13). Será que a consciência ecológica, sendo o ser humano um parcela do ambiente, é um processo ativo que começa pela nossa atitude individual?… ou um processo de obediência cega aos interesses da religião do dinheiro?

*

Durante o evento foram ainda realizadas as seguintes sondagens:

Sondagem n.º 1

sondagem n.º 1

 

Sondagem n.º 2

sondagem n.º 2

Sondagem n.º 3

sondagem n.º 3

Nesta sequência, e procurando continuar o debate iniciado em Serralves, o Fórum Demos anima, pois, todos os interessados a partilhar as reflexões e comentários sobre os diferentes tópicos aqui em discussão, através do seguinte endereço de e-mail:  forumdemos.geral@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: