UTOPIAS EUROPEIAS – A UTOPIA ECOLÓGICA (*)

Por Viriato Soromenho-Marques*

alarcao-folhasp25

“(…) o agravar da crise da União Económica e Monetária ao longo dos últimos anos, desmentindo as continuadas declarações da sua superação, comprova que nenhum dos seus principais problemas poderá ser resolvido por qualquer país isoladamente. (…) Mas, a tarefa de refundação da UEM só poderá conduzir a uma tarefa comum ainda maior, e que consiste no combate à raiz da instabilidade global, que tem centro na desmesura e na desregulação dos mercados financeiros. Só com uma firme unidade de propósito e de estrutura, poderá a União Europeia tomar um papel activo nessa tarefa (…) Da mesma forma, os europeus só poderão dar uma resposta positiva ao desafio ontológico das crises conjugadas do ambiente e das alterações climáticas se mantiverem a sua escala conjunta a todos os níveis. Tal desafio implica um conjunto coordenado e optimizado de políticas públicas de dimensão europeia, que passam pela inovação científica e tecnológica, pela revolução energética, centrada nas renováveis e na eficiência energética, pela sustentabilidade agrícola e pela segurança alimentar, pela intransigência na defesa de um ordenamento do território que garanta a diversidade biológica. Só no âmbito duma autêntica União Europeia será possível garantir a sustentabilidade dos direitos fundamentais reconhecidos na Carta dos Direitos Fundamentais, incluindo os direitos económicos e sociais, que constituem a base do famoso “modelo social europeu”, fortemente ameaçado pela estratégia errónea implementada pelo directório (…).

Há momentos na história humana em que a razão se transforma num frágil foco de luz, tremulando sob o peso de um oceano de espessas sombras que o ameaçam submergir. Numa Europa onde tudo caminha no sentido contrário ao da esperança, vivemos um desses momentos.”

(*) (in: Portugal na Queda da Europa, Lisboa, Temas & Debates/Círculo de Leitores, 2014, pp. 352-354)

*Viriato Soromenho-Marques: Professor Catedrático de Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

** Imagem retirada de Ambiente Firmeza.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: